setembro 05, 2010

Finalmente, praia!


Fim de semana com feriado é um perigo para quem está de RA! Porque mesmo no esquema de tudo um pouco, percebi que sou “Maria vai com as outras” no quesito comida. Os amigos vão pedindo e eu vou experimentando e acabo comendo, por impulso, mais do que devo! Pelo menos, agora estou tendo consciência disso e já comecei a controlar.


Hoje fui a praia! Há séculos que não tomava um banho de mar. E como boa filha  de Yemanjá fui tomar a bênção e tirar qualquer “zica” que esteja atrapalhando meus caminhos e deixei o mar levar umas gramas a mais, rs.



O menu do dia foi pão com queijo e Nescau light no café, na praia: água de coco, aipim frito, lambreta e no almoço fui atacar o que sobrou de ontem, mas na verdade estava sem fome, dei 3 garfadas e desisti de comer por algum tipo de obrigação. Ponto para mim ;-)



Atividade física do dia: dancei durante 40 min. Esqueci de registrar que meu plano mais barato da academia acabou, 3 meses se foram e mal aproveitei. Visitei a academia do prédio ou o que sobrou dela e achei um aparelho tipo estação que dá para fazer cadeira extensora e flexora, ombros, peitoral... minha idéia atual é andar na pracinha da rua, tenho 2 para escolher ;) e depois fazer os exercícios nesse aparelho e complementando com pesos (vou comprar barras e anilhas) e abdominal. Resumindo vou fazer o mesmo que fazia na academia e sem desculpas do horário limitado. Como não podia fazer nada alem disso por causa do joelho, acho que vou sair no lucro. E quanto as aulas de Kung Fu, só em dezembro porque os horários rígidos deles não batem com o meu tempo livre.



Refletindo:

“toda vez que você presta atenção a sua fome percebe quando está satisfeita, você perde peso... pergunte a si mesma o que realmente está acontecendo quando você quer comer se não está com fome, observar como você engole 3 muffins antes de perceber que está comendo... não fugir, isto é, ficar acordada sem estar embriagada por comida, álcool, trabalho, sexo,drogas ou em negação (da crise que estamos) é fazer muitas perguntas.”
                                                     Mulher, Comida e Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário